22 de out de 2010

Desabafo

O que me tornei? Sinceramente, já não sei mais. Não tenho coragem de demonstrar sentimentos (que, diga-se de passagem, não são os melhores que uma pessoa pode ter), não sinto mais vontade de me relacionar com as pessoas (em todos os sentidos possíveis). Não quero que sintam pena mim. Mas eu mesma sinto pena de tudo que fiz e de tudo que deixei de fazer.
Ah se arrependimento matasse.
Como um pássaro preso numa gaiola, perdi a vontade de viver, por saber que a liberdade está logo ali. Sem vontade de cantar me tornei um ser, por mais que negue, atormentado e solitário.
Olhando pela janela, vejo o mundo girar e tenho inveja. O mundo lá fora não vai parar por eu ter tropeçado, as pessoas não vão deixar de viver por eu ter perdido uma batalha. O fato é que elas têm mais com o que se preocupar, e eu não as culpo por isso. Cada um que carregue sua cruz.
Minha falta de atitude me trouxe até aqui e minha falta de atitude não vai me tirar daqui.
Eu, mais do que ninguém, sei que esperar não vai me tirar do fundo do poço. Talvez até tire, mas não a tempo de me salvar de mim mesma.

Sou o tanto quanto covarde e me envergonho em admitir isto. Mas como um pássaro preso em uma gaiola, não tenho forças para me reerguer, não tenho mais voz para cantarolar.
Me expor te tal forma só me é possível em um post de um blog, já que tenho medo do que vão dizer sobre.
Realmente, sou uma pessoa covarde.
E no final do dia, sozinha em meu quarto, com pensamentos mais do que involuntários, fico me perguntando: O que me tornei?


29 de set de 2010

O Lobo

Por tanto tempo estive só, como um lobo solitário, tendo como minha única companheira a lua acima de meu corpo.
Buscas incessantes um dia me tiraram da solidão. Dia esse em que encontrei você. Os sentimentos tomaram um rumo jamais conhecido por mim. Uma mistura de carinho, amor e cumplicidade fizeram com que enxergasse o mundo com outros olhos.



Desde então passei a não ser mais aquele lobo solitário. Me desprendi do amor platônico pela lua para viver algo real, sólido e concreto.
Foi tudo tão bom, tudo tão perfeito... Pena que não durou para sempre.

“Se lembra quando a gente chegou um a acreditar, que tudo era pra sempre, sem saber que o pra sempre, sempre acaba”

De um dia para o outro, estava tudo acabado. Não por mim tampouco por você. Dias terríveis nos atormentaram por longos meses até que a distância cumprisse seu papel amargo de destruidora de lares.
Te levarei sempre comigo minha flor, nos poemas sinceros e nas palavras doces.
É bom saber que te tenho como amiga, porque nos afastar seria o fim de uma história, o fim da nossa história!
Me tornei aquele lobo solitário novamente, mas com o fator agravante das lembranças. A lua não tem mais graça perto do que vivi com você. O caminho se tornou muito mais deserto, por eu saber que poderia ter sido diferente.

Por fim, sob lágrimas, termino esse texto que diz muito sobre meu passado recente.

4 de set de 2010

Lágrimas

Chorei, confesso que você me viu chorando, mas as lágrimas que derramei, foi pelo simples fato de estar te amando.
Você vive correndo por caminhos (que considero) errados e não vê que poderá corrigi-los correndo para os meus braços.
Sonhar com você quase sempre me faz chorar.
É como se estivesse aprisionada em um mundo paralelo em que tudo que mais desejo se torna realidade, onde seus beijos me levam ao delírio e suas carícias me trazem paz!

Por um breve instante, me sinto bem e em seguida, num ato involuntário, acordo. A angústia volta, o nó na garganta aperta cada vez mais, a vontade de berrar desesperadamente para o mundo o que sinto é imensurável. Por dentro estou corroída de tanto guardar tais sonhos e lembranças.
Por um lado é tão bom e por outro tão ruim. Fico confusa!

Me pergunto como será o dia do reencontro fora do mundo paralelo. Como irei me comportar?
Pergunta obviamente sem resposta! Apenas viver o momento e deixar que o coração comande o resto.
E nesse dia, terei que admitir novamente: Chorei, confesso que me viu chorando, porém essa lágrima morrerá em minha boca ao dizer: Amei, amo e vou te amar para sempre!

3 de set de 2010

Selinho / Magia

Bom, fui indicada e ganhei um selinho do blog ReleaseGirl e devo responder uma pergunta:

O que é mágico para você?

Mágico é saber que em algum lugar, alguém acorda todos os dias e pensa em você. Ter a certeza de um carinho constante, sem segundas ou terceiras intenções evidentes, saber que se pode arrancar um sorriso sincero de um amigo pela simples vontade de animá-lo e tornar seu dia, mesmo que seja apenas um pouco, melhor.

Em um mundo de falsas esperanças, ter o mínimo de conforto possível é essencial para o ser humano não cair na amargura da solidão, no desespero da depressão e na falta de auto-estima.

Por tanto tempo, a humanidade vem acumulando o que considera importante, sem perceber, que o que importa mesmo é a tal magia... Magia essa, que apenas alguns detêm e tantos outros sequer sabem de sua existência ou simplesmente não querem enxergá-la.
Então, faça sua mágica, faça com que o mundo ao seu redor e o mundo das futuras gerações seja encantador e cheio de magia.
Vamos reerguer o mundo... Tirá-lo do fundo do poço da ganância e do egoísmo!
A partir de pequenos gestos, são gerados grandes atos!

20 de ago de 2010

Try Again

Por muito tempo acreditei estar perdida em minha tristeza.
Depois de tanto caminhar. Depois de quase desistir, vejo que nem tudo está perdido.
O amor é um ciclo, e um novo está começando a me atingir. Aquele friozinho na barriga, aquelas palavras de carinho me dominam novamente. Sinto vontade de gritar para o mundo: ACHO QUE ESTOU AMANDO MAIS UMA VEZ!
Era apenas uma questão de tempo até me tocar de que o amor é muito bom enquanto dura e é terrível quando acaba. Pelo menos, quando acaba, tenho a certeza de que um novo virá e que será tão bom quanto o anterior. Quem sabe até mais.
Lições passadas me ensinaram e me tornaram um ser humano mais próximo da perfeição... Não que exista alguém perfeito nesse mundo, mas só de me aproximar deste “nível”, me sinto apta a tentar de novo.
Voltar aos dias límpidos me faz ter esperança. Me faz querer lutar.
Pronto! A nova batalha surge.
Esse anjo me guiará até o paraíso estimado por muitos e conquistado por poucos. E quando chegar lá, sentirei o verdadeiro prazer em um dia amar de novo.

14 de ago de 2010

Sono Profundo

Estou cansada de deitar em minha cama e ficar especulando como minha vida seria se você não tivesse partido.

O inferno no qual vivo, se torna cada vez mais intenso. A cada dia que passa, me vejo afundar nas profundezas sem fim da solidão.
Pensei em não pensar em você e acabei chegando a você!
O que fazer quando não está nem ai para mim? De que adianta chorar?
Lágrimas derramadas em vão, por quem não merece sequer um sorriso!


A confiança se foi, a lealdade acabou... Quero me iludir de novo com outro alguém, viver em um purgatório de crenças cegas de paixão e um dia, quem sabe chegar ao céu, exaltada por um amor puro e verdadeiro.
Tudo acabou para você, e tem que acabar para mim. Irei te esquecer.
Sigo o caminho do esquecimento e te deixo para trás. Deveria ter feito há muito tempo, mas fui tola em acreditar que poderíamos nos acertar.

E depois de tanto especular, caio em um sono profundo, para no dia seguinte, tentar esquecer meu martírio por ti.

11 de ago de 2010

Amizade

Por mais que seja importante, às vezes, não entendo porque a amizade significa tanto para todos nós!
Alguém vive sem amigos?
Sinceramente, acredito que não.


Já dizia o grande mestre William Shakespeare:


“(...) E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la…
E que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam…
Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa… por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos. (...)"

"(...)Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém…
Algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.(...)"

Então, preste atenção nas pessoas ao seu redor. Pode ser que elas apenas não expressem claramente a amizade que tem por você!
E mais, perdoe... Acima de tudo, perdoe, pois do mesmo jeito que a pessoa pode ter te magoado, um dia você poderá magoá-la!
Todos somos humanos e muitas das vezes não dizemos nada por maldade e somos apenas mal interpretados!
PENSE NISSO!!!


E é isso ai gente... Esse texto foge um pouco à dinâmica do Blog, mas queria muito registrar esse desabafo!
Agradeço a todos que lêem e gostam do que escrevo!

Se você quiser ver uma performance teatral do poema inteiro do Shakespeare, clique aqui.

10 de ago de 2010

Nostalgia

Em uma noite de lua cheia, fixo meu olhar para o céu, mostrando em minha face a nostalgia de quem um dia te amou.
Lembranças de um tempo bom que já se foi.

Olhar pra frente e ver que não tem pra onde ir... E ver que meu lugar é longe daqui, longe de tudo! Meu mundo é uma mentira que eu mesma inventei: Falsos sorrisos e amizades com o único propósito de passar o tempo para te esquecer.
Só você sabe o quanto essa mentira é “verdadeira”!
Pudera ver o quão grande é o sofrimento longe de ti... Pessoas passam, horas passam, momentos passam e estou sempre no mesmo lugar, no mesmo mar de lágrimas imposto pela ironia do destino.

De certo, devo ter pecado em algum momento. – “Atire a primeira pedra quem nunca pecou.” – Meu erro foi acreditar que estar com você bastaria.
Agora, me afogo em minha dor sem fim e fico perguntando: será que valeu a pena?

Lembre-se, foi bom enquanto durou. A amargura me seguiu para dizer que o para sempre não é para sempre e que o amor é passageiro. Claro, os momentos bons ficam gravados na memória, porém, nos leva para um mundo paralelo chamado: PASSADO!

9 de ago de 2010

Inferno Particular

Não faça nada que não te deixe em paz consigo mesmo;
Cuidado com o que anda desabafando e pra quem o faz;
Conte sempre até três (tá certo, se precisar, conte mais);
Antes só, do que muito acompanhado;
Esperar não significa inércia, muito menos desinteresse;
Renunciar não quer dizer que não ame !
Abrir mão não quer dizer que não queira
O tempo ensina, mas não cura.
A SAUDADE DÓI, MAS NÃO MATA.

6 de ago de 2010

Destruição

Em um domínio distante, vivo em um passado que insiste em me atormentar. Você ainda tem esse poder sobre mim, prender minha alma ligada a sua. Remorso, nostalgia do que nunca irá se repetir.

Pensava eu, viver em um castelo, em uma fortaleza sem medos, mas quanto mais você me prometia segurança, menos eu caminhava com minhas pernas... Dependência ! Porque você fez isso comigo? Porque me possuir em seu domínio? Eu não entendo! Eu não entendo!

Castelos desmoronam... Fortalezas desabam, e o que resta ao final de tudo é a destruição! Destruição essa, que deixa cicatrizes.

Saudade nunca vai, mas saudade sempre volta!
Segue teu caminho que eu sigo o meu.
Construa outra fortaleza... Mas tenha cautela para que a nova não desmorone...
Faça-a longe de mim!
Pelo menos, muito aprendi, a vacina já está em minhas veias... O veneno já foi neutralizado!
A solidão desde já, me basta! Reconstruir minha integridade é o objetivo!

Agora, concentro minhas energias somente a mim.
Construa outra fortaleza e seja feliz. Estarei observando seu fracasso!

5 de ago de 2010

Espadas de um Guerreiro

Ao norte de lugar nenhum

Estou cansada desse marasmo
Mais parado que minha mente inerte
E é quando por um segundo me lembro de você

Memórias de quem tanto me ensinou
Insistiu e tentou
Lembranças de quem já me fez sorrir e sofrer

Foi mau com você por perto
Fechava meus olhos
Afinal eu era só a espada na mão de um guerreiro
Ou até mesmo areia, cimento e tijolo
Uma carga feita para construir a muralha perfeita
Uma espada usada numa batalha
Guiada pela inteligencia e pela malicia

Só que eu fui embora
E fui no tempo certo
Demais pra mim, pra você
lealdade se foi
Sua espada quebrou
Sua muralha caiu
E agora eu faço a minha vida,
Você constrói uma nova
Junto meus pedaços
E você usa outra espada

Foi o tempo certo
Um pouco demais pra mim

Minha esponja continua molhada de tanto veneno que absorvi
Mas muito aprendi
Agora você fica e eu vou
Você vai e eu fico

Fomos de bom proveito
Já que te ensinei a viver enquanto aprendia a morrer.

4 de ago de 2010

Tortura Sentimental

Por várias vezes me senti sair de um buraco negro em um lugar escuro meio acinzentado onde o nada é perfeito e o frio cortante que passava suavemente sobre minha pele delicada era confortante e prazeroso de se sentir.

O horizonte é obscuro, as folhas não têm vida, o preto é predominante, a vida passa a ter valor nenhum. A discórdia, ignorância e desprezo passam a ser meus sentimentos. O céu é feito de nuvens escuras e as gotas que caem parecem facas afiadas que me cortam toda vez que encostam. Sito dor, não faz mais diferença se consigo respirar ou não. O suplico dessa vez não é de vida, mas sim de morte onde o tudo não é nada, onde os amores são torturas, onde o lado verdadeiro das coisas mais significantes da nossa vida é realidade.

Me mate, me sufoque, me tire daqui. Quero me iludir de novo com palavras pequenas, sentir o calor do seu corpo e nada mais precisarei. Quero sentir o sangue correndo em minhas veias novamente, quero poder ter medo de ficar sem respirar, quero ter você de volta pra mim, porque sem você esse mundo não é nada... o ar não existe mais... Volte pra mim, devolva a vida que você levou e me faça respirar através de um beijo falso.

Desprezo o que sinto por você, um sentimento sujo que tenho nojo de sentir, mas toda vez que te olho, meus sentimentos são ignorados por mim mesma sem a minha permissão. Você não me permite ver meu próprio valor, me cega com tua presença e não consigo enxergar nada além de você. Onde colocou meu sentido de vida? Em que frasco seu amor por mim se esconde? Quanto é preciso beber pra dizer que me ama? Quanto tenho que me desprezar para me deixar ir e tentar viver minha vida novamente??

O porquê de te amar, eu desconheço a resposta, apenas me contento com o que era pra ser doce e satisfatório ser uma sessão diária de tortura.